Entre o real e o virtual: nossa vida nas redes


No dia 11 de abril, a Escola Monteiro realizará uma roda de conversa sobre redes sociais com os pais dos alunos contemplados pelo Projeto Escola de Pais. A discussão acerca do tema contará com a participação dos professores Ezimar Bravin e Weksley Gama. Além deles, a Escola convida a psicopedagoga Graça Krueger Pimentel como palestrante principal para discorrer sobre o assunto.

Graça Krueger Pimentel, psicopedagoga e palestrante principal.  
Foto: Divulgação/Acervo pessoal

Consideradas como marcas dos tempos pós-modernos, as redes sociais oferecem uma série de vantagens aos usuários. Com apenas alguns cliques ou toques, os internautas conseguem usufruir de inúmeros serviços e interações sociais em diversas esferas, desde participação em ações de empresas e lojas à comunicação multimídia entre familiares, amigos, conhecidos – e até desconhecidos. Por facilitar o tráfego de informações, as redes também servem de vitrine, possibilitando a edição e exposição de conteúdos pessoais de cada usuário.

Neste contexto, o que pensar da relação dos adolescentes e crianças cada vez mais mergulhados na web? Como lidar com as inegáveis facilidades oferecidas pelas redes vinculadas aos riscos que as ferramentas também sujeitam os internautas? A convidada Graça Pimentel acredita que os pais, assim como os educadores em geral, estão diante de um desafio que é o mundo virtual e a falta de controle que a imersão no ciberespaço provoca em relação ao comportamento dos filhos. Aberto aos mais jovens, este universo fluido e não-palpável expande as possibilidades de relações, traz inúmeras informações e possibilita o estabelecimento de contatos por meio de um acesso fácil e rápido.

Assim, o objetivo do evento é trazer essa reflexão para situações do cotidiano. O intuito da roda de conversa é promover o entendimento acerca do uso das novas tecnologias e auxiliar os pais a acompanharem seus filhos, sem invadir a privacidade deles, além de orientar os participantes quanto ao que fazer para não perder de vista a linguagem e os valores que são característicos de cada família.

A psicopedagoga considera que os pais são os responsáveis pelos acessos dos mais jovens além do espaço da escola. A participação das famílias nesse mundo virtual é fundamental para que possam acompanhar o que está acontecendo com seus filhos, bem como ensiná-los a caminhar por esses espaços tão amplos, como se ensina a atravessar uma rua.

A roda de conversa fará observância em relação aos perigos e benefícios ligados às redes sociais. Promoverá uma discussão sobre as posturas que vêm sendo e devem ser tomadas, apontando para a importância da disponibilidade dos pais ao aprendizado e empatia com seus filhos e os mais jovens como usuários da internet, das redes e dos jogos. O evento trará uma reflexão sobre as expectativas e percepções dos adultos quanto a esses recursos da web. É importante refletir com as famílias sobre todos os detalhes que parecem inocentes acerca do tema, mas que podem estar formando opiniões e influenciando comportamentos das crianças e dos adolescentes.

Graça destaca que “As redes sociais são uma realidade e não podem deixar de ser levadas em consideração para a sociedade de hoje. Vivemos em um momento híbrido. Somos, ao mesmo tempo, personagens reais e virtuais. Estamos aprendendo a caminhar neste espaço e, como em todas as aprendizagens, existem tropeços, barreiras e conquistas. A internet foi sonhada como uma utopia que uniria o mundo; uniu muito, mas mostrou aspectos que não tinham tanta visibilidade. Cada vez mais o virtual estará em nossas vidas e precisamos aprender e ensinar aos jovens o que de melhor pode ser aproveitado com essa mobilidade e também rapidez”.

Para analisar um assunto tão pertinente, convidamos os pais e familiares dos alunos da Monteiro para a roda de conversa “Entre o real e o virtual: nossa vida nas redes”, que acontecerá às 19h. O evento será precedido de uma recepção às 18h30 e ocorrerá no dia 11 de abril, quinta-feira.

As inscrições devem ser feitas até o dia 10, na recepção da Escola, com Sarah ou Kézia. As vagas são limitadas.

Talita Vieira.