Os alunos dos 5ºs anos da Monteiro estão trabalhando o projeto “Vitória Cidade Limpa”. Além de Jackeline Gusman e Kelly Carraretto, professoras de classe, Izabella Arpini e Nathália Kloss também fazem parte dessa iniciativa interdisciplinar. Desta vez, os estudos abrangem conhecimentos de Língua Portuguesa, História, Geografia, Matemática, Ciências e Cultura Maker.

Apresentação sobre coleta domiciliar – Projeto Vitória Cidade Limpa. Imagem: Jackeline Gusman/Reprodução

O planejamento das ações, que vêm sendo realizadas virtualmente com os estudantes, foi feito por Osnéia Aparecida Péccoli da Silva, educadora ambiental do Centro de Educação Ambiental Mata Paludosa, conforme a proposta pedagógica das professoras. As ações consistem em apresentações relacionadas à educação ambiental e à coleta de resíduos, proporcionando aos alunos momentos para dialogar sobre práticas sustentáveis com os colegas e os profissionais convidados, visando à preservação da cidade e do meio ambiente em geral.

O desdobramento pedagógico das palestras, que é orientado pelas professoras, inclui pesquisas sobre a reutilização de objetos, a confecção de um modelo de coletor de pilhas a partir de materiais reutilizados e a elaboração de uma proposta de intervenção em um ambiente próximo, com base nos conhecimentos adquiridos nas aulas e apresentações. Os alunos também são estimulados a sugerir alternativas e/ou soluções para situações relacionadas a resíduos em geral, descarte e coleta seletiva.

Sustentabilidade e protagonismo estudantil 

A ideia que originou o trabalho realizado com os 5ºs anos surgiu devido ao aumento da produção e do descarte de resíduos – consequência do crescimento populacional e industrial ao longo dos anos. Por causa desse aumento, a reciclagem se destaca como um recurso cada vez mais necessário, já que promove a revalorização de matérias-primas para a criação de novos produtos.

Os estudantes estão aprendendo sobre os benefícios da reciclagem, como o favorecimento à conservação ambiental e sua influência social e econômica, já que geram empregos e barateiam os custos dos processos de produção. Segundo as professoras, os alunos estão super envolvidos, muito curiosos e participativos, demonstrando muito interesse nas pesquisas e na realização das atividades.

O Vitória Cidade Limpa dialoga com a iniciativa Monteiro Sustentável, projeto institucional trabalhado com diferentes turmas ao longo dos últimos anos. Os estudantes já desenvolveram, junto à comunidade escolar, muitas ações importantes para o meio ambiente dentro da própria escola, como a confecção de uma horta, o reuso de água e a coleta seletiva de materiais descartados. 

A sustentabilidade, enquanto um dos valores da Monteiro, não produz somente impactos ambientais, mas sensibiliza os estudantes e potencializa a proatividade deles. “Atividades como essas também visam desenvolver o protagonismo dos alunos, uma vez que eles são estimulados a assumir o papel de pesquisadores sobre os temas e apresentar suas ideias aos colegas de turma”.

Talita Vieira.

Matérias relacionadas